Imprensa especializada esportiva, isso ainda existe?

Por Hugo Mariutti

Todos sabem da minha “preferência” pelo Palmeiras, porém quando estou de cabeça fria procuro fazer uma análise correta do que acontece ou aconteceu na rodada.

Pelo péssimo nível apresentado nestas duas primeiras rodadas, tirando alguns jogos, o meu destaque não vai para arbitragem, que também esta péssima, mas sim para a imprensa paulista. Impressionante como pode, profissionais muito bem pagos, comentarem com tanta paixão?

Falo isso de pelo menos 90% da imprensa, que esquece que atrás da tela esta o telespectador, que nem sempre torce para o mesmo time do profissional. Muitas vezes por rabo preso, comum neste país, os profissionais deixam de criticar alguém ou elogiam sem a menor necessidade. O fato é que desde pequenas coisas como uma simples manchete, até coisas gigantescas como construção de estádio com verba pública, os critérios da crítica são totalmente diferentes e parciais.

Após o jogo do Palmeiras deste domingo um grande portal exibia as seguintes manchetes:
1- Galo vence a segunda seguida.

2- Grêmio vence e afunda Palmeiras no brasileiro.

Engraçado como o nome do time que perdeu para o Atlético Mineiro e que não tem nenhum ponto no campeonato não aparece na manchete, porem o do Palmeiras “afundado” que tem mais pontos do que o anterior aparece de forma totalmente negativa.

Vejo inúmeros comentaristas criticarem técnicos, jogadores, etc, simplesmente por não irem ao seu programa ou outra besteira. Seria isto jornalismo? Da mesma forma que achava uma porcaria quando tinha um jornalista a favor do meu time, acho também agora, pois ainda tem aqueles que não falam para qual time que torcem, apesar de até meu filho de 2 anos saber.

Para não ser injusto vou citar dois caras que gosto: Paulo Calçade e Mauro Betting. Estes dois profissionais entendem muito não só do futebol, mas do que é bom ou ruim para o esporte. Gosto do Noriega também, porem ele é palmeirense e às vezes para não demonstrar sua paixão tem a tendência de falar mal, mesmo quando não precisa, para que ninguém fale :” Ele é palmeirense”.

Que nas próximas rodadas o assunto seja gols, ao invés destas polêmicas que não levam a anda, porém, provavelmente, o gol mais bonito do campeonato já saiu e foi do Alecsandro do Vasco.

 

Este post tem 2 comentários

  1. Esse post me soou como “dor de cotovelo” pelo fato de uma manchete criticar o time do autor. Contraditório! Ah sim, a meu ver, imprensa esportiva que vale a pena parar para ver está na ESPN. Especialmente pelo – palmeirense – PVC e excetuando o – corinthiano – Juca Kfouri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *