Começa a Dança dos Técnicos

Image

Por Charley Gima

É invejável e incrivelmente burro o planejamento dos times brasileiros. Todos sabem que um time precisa ter entrosamento e tempo para treinar as jogadas ofensivas e defensivas, nenhum técnico é milagreiro e consegue mostrar resultado com apenas duas rodadas no comando.

Adilson Batista foi a bola da vez e com apenas 40 dias comandando o Atlético – GO e após somente duas rodadas do Brasileirão a diretoria o demitiu. O engraçado é que o Atlético está invicto, com dois pontos, resultado de dois empates e nenhuma derrota! Tá certo que não mostra um futebol brilhante e primoroso, mas também não fez feio até agora. Está em décimo lugar, ao lado do Flamengo e na frente de vários times de tradição e peso na camisa, como Cruzeiro, Santos, Palmeiras e Corinthians. Vai entender…

Adilson Batista já tem fama de ficar pouco tempo nos times da série A, podendo citar São Paulo, Santos, Corinthians, Atlético – PR e agora o Atlético – GO. Luan Santana já pode se inspirar escrever uma música pra ele o “Técnico Meteoro da Paixão”.

Técnicos de times de ponta também já balançaram nesse começo de campeonato, como foram os casos de Leão, do São Paulo e Felipão, do Palmeiras.

Será que as diretorias não assistem aos campeonatos europeus para aprender um pouco mais sobre administração? Quais os técnicos mais vencedores e admirados da Europa atualmente? Podemos citar 3 que qualquer time ou seleção do mundo aceitaria de imediato: Guardiola, Ferguson e Mourinho.

No Manchester United há mais de duas décadas, Sir Alex Ferguson tornou-se o treinador mais bem sucedido na história do futebol inglês, tendo em seu currículo mais de 1000 jogos como treinador da equipe, tendo ganhado doze vezes a Premier League (1992/93, 1993/94, 1995/96, 1996/97, 1998/99, 1999/2000, 2000/01, 2002/03, 2006/07, 2007/08, 2008/09, 2010/2011). Em 1999, tornou-se o primeiro treinador de uma equipe inglesa a ganhar a Tríplice Coroa, vencendo a Premier League, a FA Cup e a UEFA. Assim como também é o único treinador a ganhar a FA Cup cinco vezes, ele é também o único treinador que ganhou sucessivamente três Premier League a frente de um único clube (1998/1999, 1999/2000 e 2000/2001).

Em 21 de Junho de 2007, Guardiola foi nomeado oficialmente técnico do Barcelona. Assumiu a partir da temporada 2008/09 a equipe principal do Barça, substituindo o holandês Frank Rijkaard. Desde então, se tornou o maior treinador estreante de todos os tempos, superando até o lendário Cruyff, conquistando nada menos que a Copa do Rei, o Campeonato Espanhol, a Supercopa da Espanha, a Liga dos Campeões da UEFA, a Supercopa Europeia e o Mundial de Clubes da FIFA, na mesma temporada, inclusive conquistando diversos prêmios de melhor treinador do ano por revistas e associações de renome.

José Mourinho chegou no Real Madri em 26 de maio de 2010 e mesmo diante da superioridade técnica do Barcelona conquistou a Taça do Rei em 2011, com gol de Cristiano Ronaldo no jogo final contra o próprio Barça. Em 2012 sagrou-se campeão do Campeonato Espanhol, provando que a perseverança e o apoio da diretoria podem sim dar resultado, mesmo com um time não tão paparicado.

Um técnico brasileiro que trabalha nos moldes europeus, é vencedor e se dá ao luxo de esnobar convites de times estrangeiros para trabalhar no Brasil é Muricy Ramalho. Assumiu o São Paulo em 2 de janeiro de 2006, foi tricampeão de fato pelo TRICOLOR nos anos de 2006, 2007 e 2008, deixando o cargo em 19 de Junho de 2009. Teve rápida passagem por Palmeiras e Fluminense e hoje comanda o Santos, sendo bicampeão Paulista e campeão da Copa Libertadores da América. Está no time da Vila Belmiro desde 5 de abril de 2011.

Sei que futebol é passional, mas ainda é um negócio e um negócio para ser lucrativo tem que ter patrocínio e admiradores. Para um time de futebol ter estes patrocínios e admiradores tem que ser vencedor!

Existem os técnicos “mala”, que se acham acima do bem e do mal, se acham maior que o time, mas que ainda assim trazem resultados. Sobre esse tipo de técnico falaremos em outra ocasião. Agora, alguém ainda duvida que para um time ser vencedor é preciso planejamento e tempo pro técnico trabalhar?

Este post tem 2 comentários

  1. Existem Ex Jogadores que quando param de jogar, acham que são capazes de ser técnicos como é o caso do Adilson , que foi um zagueiro meia boca, na minha opinião responsável pela eliminação do Corinthians na Libertadores contra o Palmeiras no lance do gol do Galeano e não o Marcelinho na perda do penalti, mas Adilson no caso , já deveria ter se tocado que ele não serve para nada no que se trata ao esporte bretão, e deveria procurar outra atividade.

    1. Nilton, concordo com vc, mas tanto no Corinthians, como no São Paulo ele não teve tempo pra trabalhar… Detalhe que nos dois times ele foi demitido depois do jogo contra o Atlético-GO, esse mesmo time que dispensou ele agora! O mundo dá voltas…. he he

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *