Mão na bola ou bola na mão?

Por Charley Gima

A regra 12 (Faltas e incorreções) elege 10 faltas que devem ser sancionada com tiro livre direto quando cometidas (aqui o primeiro toque: em vários momentos dentro do campo atleta pedem mão dois toques pelo fato de não ser intencionais – NÃO EXISTE MÃO DOIS TOQUES – ou é direto ou não é) e no último ponto escreve:

– Tocar a bola coma a mão INTENCIONALMENTE (exceto o goleiro dentro de sua própria área penal).

Leia abaixo a opinião do ex árbitro de futebol Leonardo Gaciba:

Esta é uma situação ímpar no futebol que merece vários desdobramentos pelo fato de ser a ÚNICA falta em que a INTENÇÂO do jogador é avaliada pela arbitragem. Mas como “entrar na mente do atleta” e saber se ele queria ou não colocar a mão na bola?

Tocar a bola com a mão implica a ação DELIBERADA (gosto mais deste termo do que intencional) de um jogador fazer contato na bola com as mãos ou com os braços ( como assim fazer contato FIFA? Quando a bola bate também pode ser mão!) ou com os braços (Ah, para FIFA mão na bola significa braços e mão na bola, ok!). O árbitro deverá considerar as seguintes circunstâncias:

– o movimento da mão em direção a bola (e não da bola em direção a mão);

– a posição da mão não pressupõe necessariamente uma infração (posição ou movimento natural ou antinatural);

– a distância entre o adversário e a bola (bola que chega de forma inesperada);

Vamos aproveitar e “matar” algumas lendas que foram criadas para a interpretação de mão. NÃO EXISTE ABSOLUTAMENTE NADA ESCRITO a respeito de:

– Falta pois desviou a bola que iria em direção ao gol;

– Falta pois se a mão não estivesse ali a bola passaria ou ficaria para outro jogador;

– Os braços estavam abertos então foi mão;

– Ele foi imprudente no lance por isso deve-se marcar mão;

– Falta pois a bola “morreu” e ficou no domínio do atleta após o toque…

Colocando estes ítens a limpo, qual sua opinião sobre os lances mais polêmicos da 30° rodada do Brasileirão?

1. O pênalti marcado a favor do Fluminense contra a Ponte Preta;

2. O pênalti não marcado em favor do Sport no jogo contra o Atlético;

3. A mão de Love que resultou no gol de Liedson do Flamengo.

Comente aqui no FuteRock!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *