Um músico fazer o show bêbado é desrespeito ou atitude Rock N´Roll?

Ozzy-Slash-bêbados-FuteRock

Por Charley Gima/FuteRock

Fala galera que acompanha o FuteRock, beleza? O post hoje traz um assunto polêmico: um músico fazer o show bêbado é desrespeito ou atitude Rock N´Roll?

Nesta semana correu solto nas mídias sociais cenas de vídeo de um show da dupla sertaneja Bruno e Marrone em Patos de Minas, Minas Gerais, onde um dos músicos, no caso Bruno, aparecia nitidamente fora de si! Em uma cena do vídeo vemos uma das pessoas da equipe de Bruno e Marrone servindo uísque no meio do palco para o cantor Bruno, que apenas segurava o microfone como enfeite, sem cantar uma nota sequer, saindo do palco e atazanando a vida do seu parceiro Marrone, que tentava continuar o show, de forma profissional tocando seu instrumento e cantando as partes que deveriam ser cantadas por Bruno.

doação-FuteRockAjude o Blog FuteRock a manter as DICAS FUTEROCK DO CARTOLA de forma gratuita, faça a sua doação de R$10, R$20, R$30 ou R$50, através de transferência/depósito bancário.

Itaú – Ag. 0440 – C/c. 87622-5
Em nome de Andréa S. Borin

A doação pode ser feita no  PagSeguro ou Paypal: cgimabr@yahoo.com.br 

O Blog FuteRock agradece!

Dito isto, lembramos vários artistas do Rock e Heavy Metal que é notório o envolvimento deles com drogas e álcool, e muitas vezes entravam no palco e faziam os shows bêbados ou fora de si, como fez Bruno. Podemos citar casos clássicos como o de John Bonhan, baterista do Led Zeppelin, que bebia constantemente e isto resultou em sua morte, sendo achado morto na casa de Jimmy Page, afogado em seu próprio vômito, após ingerir 40 doses de vodka. Outra artista famosa que abusava de drogas e álcool, e morreu recentemente, foi Amy Winehouse, que faleceu depois de tomar muita bebida alcoólica após um período de abstinência, com apenas 27 anos. Dos que ainda estão vivos podemos citar Ozzy Osbourne, que não se sabe como ainda consegue fazer shows, e ótimos shows diga-se de passagem. Ozzy disse em uma de suas entrevistas que passou 40 anos bêbado, muito por causa de aborrecimento, estresse e medo de palco. Em uma de suas reabilitações encontrou-se com o Deus da guitarra, Eric Clapton, que também tentava sair do vício do álcool. E nesta lista entram vários outros artistas, a lista não é pequena.

camiseta FuteRockCompre agora as camisetas FuteRock, Faça o seu pedido pelo e-mail: contatomig18@gmail.com 

As camisetas FuteRock são vendidas nos seguintes tamanhos:

Masculina: PP, P, M, G, GG e EXG e Baby Look: P, M, G e GG.

Qualquer modelo e tamanho de camiseta por R$35,00 cada.

Todos tem o direito de fazer o que quiser de suas vidas, mas será que é certo se embebedar antes de um show e não entregar o que foi vendido quando os fãs compraram os ingressos? Atitudes que vão contra o sistema e a sociedade são relativamente bem vistas no mundo do Rock e entre alguns fãs dos artistas, mas como você se sentiria se comprasse um ingresso caro para ver o seu ídolo e ele estivesse literalmente “se lixando” para os fãs ao beber antes de começar o show e fazer toda a apresentação bêbado, isso se conseguir finalizar o show, sem cantar ou tocar do jeito que deve?

“Ah, mas isso é Rock N´Roll” diriam alguns fãs. Concordo, mas acima de tudo o artista está no palco de forma profissional, e assim deve se portar. Ou você acha certo algum outro profissional, de qualquer área, trabalhar bêbado? Novamente volto a dizer que cada um faz o que quer de suas vidas, mas já assisti a centenas de shows de Rock e de outros estilos musicais, e só presenciei um artista bêbado no palco, que fez o show do começo ao fim, mas deixou a desejar…

Os músicos são seres humanos como todos nós, quem não curte enfiar o pé na jaca de vez em quando certo? Seja para se divertir ou afogar as mágoas, todos têm este direito. Mas assim como se você for trabalhar bêbado corre um sério risco de ser demitido, ou no mínimo advertido, os músicos também deveriam prezar pelo seu local de trabalho e realizar os shows sóbrios. Não dá pra tocar ou cantar bêbado, ou você acha que algum músico profissional grava os discos bêbados?

Aproveite as ofertas exclusivas do Blog FuteRock e seus parceiros:Fone-blue-tooth-edifier-w800bt-cupom-desconto-Futerock

Veja o que os músicos Amilcar Christófaro, baterista do Torture Squad, e o cantor Alírio Netto, pensam a respeito destes acontecimentos:

AMÍLCAR CHRISTÓFARO:
“Bom, a bebida ta aí, próxima de todo mundo e não só no meio musical né? E em qualquer situação, se você perde o equilíbrio  definitivamente não é legal. Quem nunca teve aquele dia de, como diz a música do Claustrofobia, “Tirar o pino da granada” (risos)… Isso acontece. Mas o problema de você estar bêbado em um palco e perder o equilíbrio, a ponto de comprometer o show, acaba passando uma falta de respeito e compromisso com as pessoas que curtem seu trabalho, pagaram pra estar ali vendo e sentindo as músicas que elas gostam, e se algo compromete isso, definitivamente não é legal. Mas também não é o fim do mundo se aconteceu só uma vez. Se a pessoa é ciente, vira um grande aprendizado. Vi que o Bruno veio a público pedir desculpas, o que é muito bacana pois é um grande sinal de respeito com os fans da cidade do show, com a banda e etc. O certo agora é isso virar coisa do passado e como sempre, seguir firme e forte adiante”.

ALÍRIO NETTO:
“Foi uma cena lamentável, independente do estilo musical de Bruno e Marrone. Nós já vimos várias vezes esse tipo de coisa acontecendo na história da música mundial. Lembro de uma cena deplorável que aconteceu com o Kurt Cobain, do Nirvana, no Hollywood Rock, que ele estava completamente bêbado, louco e embriagado em cima do palco e não conseguiu nem terminar o show por conta disto. Independente do estilo, é uma atitude muito amadora, nada profissional. Todos nós que vivemos de música e de arte, nós já bebemos em show, claro, mas chegar neste ponto é um desrespeito com o fã, que paga caro no ingresso… Apesar de que eu acredito que o Bruno se mostrou genuinamente arrependido, mas não foi legal, foi  uma coisa que não precisava ter feito”.

Você iria gostar de assistir ao show da sua banda favorita com os músicos bêbados, sem tocar ou cantar direito as músicas? Responda nos comentários abaixo.

Deixamos aqui alguns vídeos de apresentações com músicos bêbados nos shows.

Metallica, ainda na época de Jason Newsted e James Hetfield pergunta se Jason está bêbado.

O Guns N´Roses também já teve seu momento bêbado no palco e assassinaram o começo de “Welcome to The Jungle“.

E aqui vemos uma compilação de mais bandas de Rock dando vexame, como Nirvana, Van Halen, The Who, Marilyn Manson e Poison.

Para quem não viu o vídeo de Bruno bêbado no show veja abaixo

Felizmente Bruno teve a humildade de reconhecer o erro e pedir desculpas.

Este post tem 1 comentário

  1. Desrespeito, ninguém paga ingresso para assistir cantor bêbado. Eu já músicos do Bad Religion e do Red Hot Chilli Peppers alcoolizados no palco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *