Simone Simons do EPICA afirma: “sou escrava da melodia”

Simone- Simmons-epica-FuteRock

Por Charley Gima

http://www.robertocervoni.it/title-page-example-for-research-paper/ Simone Simons é com certeza uma das mais belas e poderosas cantoras da cena metal mundial, isso todos sabem! Nesta follow site entrevista exclusiva do FuteRock, você vai ver que follow site Simone Simons também é uma mãe que sente saudades do filho quando está em turnê, tem planos pessoais fora do http://testingclass.com/write-my-assignment-for-me-in-it/ EPICA e fala sobre alguns vocalistas que mais curte e, surpresa, nem todos são do rock ou do metal! Veja tudo o que rolou nesta http://www.callforassistance.com/?high-school-resume-college-admissions entrevista exclusiva do FuteRock com a vocalista do EPICA Simone Simons!

 

FuteRock: O follow url EPICA lançou seu último álbum no ano passado, como é que tem sido todo o processo pós lançamento?
Simone Simons – Muito legal, não paramos de fazer shows desde o lançamento, os reviews foram bons, e pra ser sincera este disco não me parece mais “novo” já que estamos trabalhando em um novo projeto neste momento, mas ainda não posso falar nada sobre isso.

 

FuteRock: Mas é um projeto solo ou junto com o EPICA?Resultado de imagem para simone simons
Simone Simons – É um projeto do EPICA, estamos trabalhando em algumas músicas para este projeto, mas é tudo o que posso falar pra você neste momento.
FuteRock: Falando sobre o The Holographic Principle, qual é a sua música favorita neste álbum?
Simone Simons – A música título é a minha favorita. Gosto dela por causa do coral, ela me parece que sintetiza bem todo o contexto do álbum
FuteRock: E como os fãs reagem às músicas de The Hographic Principle quando tocadas ao vivo?
Simone Simons – As músicas deste álbum soam muito bem ao vivo, a maioria das músicas são muito boas ao vivo, como por exemplo “Universal Death Squad” e é claro a primeira música “Edge of The Blade“. Já tocamos também algumas vezes “Divide and Conquer” e outra boa música pra tocar ao vivo é “Ascential“, que foi escrita por nosso baixista Rob, uma música meio melancólica, mas metal, é uma música matadora ao vivo!
FuteRock: Falando um pouco do seu background, poderia nos dizer onde e por quanto tempo você estudou para cantar tão bem?
Simone Simons – Sempre gostei de cantar, mas comecei a estudar canto quando tinha 14, 15 anos. Estudei música POP, depois mudei para música Clássica, cantei em musicais, fiz workshops, e também gravei alguns CDs, e ganhei experiência trabalhando com grandes produtores. Tive também professores de vocal no passado, que me ajudaram a perfeiçoar as técnicas de canto.
FuteRock: E qual seria a sua dica para quem pensa em começar a estudar canto?
Simone Simons– Escute a sua voz, escute a sua voz interior, faça o que gosta e trabalhe com paixão!
 Resultado de imagem para simone simons
FuteRock: Você ainda canta em corais?
Simone Simons – Eu gostaria muito de cantar em corais, gosto de ouvir as vozes incorporando uma na outra trazendo um som majestoso, é sempre maravilhoso pra mim ser parte disso, talvez eu volte a cantar em um coral quando eu voltar para a Alemanha, que é onde eu moro atualmente. O problema é que não posso estar em todos os ensaios por causa das turnês, então não tem como eu me comprometer com um coral neste momento.
FuteRock: Então quando você voltar para um coral já tenho um nome pra ele: “The European Divas”
Simone Simons – Gostei, pode ser este nome, obrigada pela sugestão! (rs)
FuteRock: Quem são os seus cantores favoritos atualmente?
Simone Simons – Gosto de Celine Dion, Whitney Houston, Michael Stipe (REM), Chris Cornell, que descanse em paz, era um grande cantor! Gosto do vocalista do Muse, Mathew Bellami, acho ele muito bom, Thom Yorke, do Radiohead, não é um vocalista muito técnico, mas transmite muita emoção na sua voz.
FuteRock: Quando você escuta estes cantores, você presta mais atenção na técnica de cada um ou na forma como a música soa no geral?
Simone Simons – Sou uma escrava da melodia, seja ela vinda da voz, da guitarra ou dos instrumentos de cordas, quando gosto de uma melodia eu gosto da música! Mas se eu não gostar da voz, a música pode ser boa, mas perco o interesse. Assim como os guitarristas prestam atenção na guitarra das músicas eu presto mais atenção ao vocal.
FuteRock: Como artista, qual foi o show inesquecível na sua carreira?
Simone Simons – Tiveram alguns shows maravilhosos, como por exemplo o show com a orquestra para o DVD, teve um show recente em Paris, Hellfest em 2016 também foi muito legal.
       Resultado de imagem para simone simonsResultado de imagem para simone simons
FuteRock: Festivais tem outra vibe né?
Simone Simons – Sim, festivais são mais desafiadores, nem todos estão lá para te ver, nem todos do público te conhece, ou então podem nem gostar de você, então temos que trabalhar mais duro e dar o melhor de cada um no palco. É muito mais fácil quando você faz o seu próprio show, seu público está lá porque te ama, é muito diferente de um festival, onde temos que dar 200% no palco!
FuteRock: E como fã, qual foi o melhor show que você já assistiu?
Simone Simons – Foi o Rammstein! Na primeira vez que tocamos no Pink Pop, Rammstein era o headliner da noite, eu fiquei no photo pit junto com os fotógrafos, estava muito cansada, não me aguentava em pé, mas sou muito fã de Rammstein, valeu a pena, sabia todas as músicas, o show foi 10, bem sujo e malicioso. Depois do show fui no backstage pra tirar fotos com eles e eu estava muito nervosa! Nunca fico nervosa quando peço fotos com outros artistas, mas eu tinha que pedir as fotos, sou fã da banda desde a minha adolescência!
FuteRock: Você é sortuda, pode tocar, trabalhar e se divertir no seu trabalho, tudo ao mesmo tempo!
Simone Simons – Sim, realmente isso é uma vantagem da profissão, especialmente quando tocamos em festivais, posso tocar, encontrar meus amigos e ver todos os músicos que eu respeito.
FuteRock: Falando em festivais, no ano passado tivemos o “Epica Metal Fest“, como vocês tiveram esta ideia e Imagem relacionadaporque escolheram o Brasil?
Simone Simons – A ideia vem de longa data, conversamos com nosso empresário, com a agência de tour e achamos que era hora de tentarmos o “Epica Metal Fest“. A primeira e a segunda edições do “Epica Metal Fest” foram na Holanda. Queríamos agora fazer uma versão internacional, pensamos no México e no Brasil, pois um dos melhores públicos que temos está no Brasil, onde nossos fãs são apaixonados e são insanos, Brasil foi uma escolha bem fácil!
FuteRock: Sabemos que você é uma “heavy user” das mídias sociais, dando dicas de beleza e maquiagem, como seus fãs do EPICA reagem quando você fala sobre coisas não relacionados à música?
Simone Simons – Muitos dos fãs adoram! Sempre que temos um meet and greet e sessões de autógrafos os fãs dizem que adoram meu blog e minhas dicas! Ainda fico surpresa, mas este é um dos motivos pelo qual eu comecei o meu blog sete anos trás, muitas fãs me perguntavam onde eu comprava o meu vestido, pedia para eu mostrar como eu fazia minha maquiagem e quais produtos eu usava. Sempre gostei de fotografia, tornou-se uma das minhas paixões, assim como escrever, assim decidi começar o blog. Primeiro visando as fãs do sexo feminino que queriam saber “coisas de mulher” que eu tinha ou fazia, mas acabei misturando dicas de comida, turismo, moda, beleza e fotografia. Eu mesma faço a maioria das fotos que publico no blog. Não tenho assistentes, só uma fã que me ajuda com o layout porque não entendo nada deste lado técnico. Além de cantora, também sou uma mãe, eu cozinho e limpo! (rs)
FuteRock: E você consegue responder a todas as mensagens dos fãs?
Simone Simons – Não, infelizmente não consigo. Mas gosto do Snapchat, onde os fãs podem me mandar vídeos ou escrever pra mim, que facilita a resposta. Também posto vídeos no Instagram, mas não consigo ler as mensagens que as pessoas me mandam… Faço o que posso, mas tenho 153 mil fãs no Instagram e quase 400 mil no Facebook, mas não acesso muito o Facebook, prefiro o Instagram e o Twitter.
 Resultado de imagem para simone simons
FuteRock: As mídias sociais também tem um “lado negro”, com o aparecimento dos Haters. Como você lida com os haters?
Simone Simons – Acontece, quando você fica mais popular também atrai as pessoas loucas (rs)! Mas sempre existe a polícia e os advogados para cuidarem destes malucos!
FuteRock: Já que falou sobre ser mãe, como você encara ser mãe, quando está em turnês?
Simone Simons – É muito difícil, tenho que “trocar as chaves” no meu cérebro para não sentir tanta saudades do meu filho. Ele adora ficar em casa com a avó, e o meu marido fica em casa, ele é um garoto feliz, mas tenho que ser cuidadosa sempre. Meu marido não faz tantas turnês como eu faço, então tentamos nunca estar os dois fora.
FuteRock: O que você tem escutado recentemente?
Simone Simons – Não tenho muitas músicas no meu celular, mas escuto Opeth, Lacuna Coil, Ghost, Rammstein, Adele e trilhas sonoras de filmes.
FuteRock: Tem algum CD que você gostaria de ter gravado?
Simone Simons – Talvez a trilha sonora de Gladiador.
FuteRock: Poderia por favor deixar uma mensagem para seus fãs brasileiros e do FuteRock?
Simone Simons – Muito obrigada!
FuteRock: Uau, belo português! (rs)
Simone Simmons – Minha babá é portuguesa, sempre digo “boa noite” e “brigada”, ela não diz “obrigada” é “brigada” mesmo! rs. Sei também “tudo bem”! Amamos nossos fãs brasileiros e não vemos a hora de voltar!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *